Aplique seus conselhos em você mesmo

Muitas vezes gostamos de dar conselhos e arranjar soluções para as pessoas, mas somos incapazes de encontrar soluções satisfatórias para a nossa própria vida. Há pessoas que são excelentes ouvintes, amigos, conseguem caminhar distâncias para ajudar os demais, mas não conseguem dar um passo para dentro de si mesmo e se dar a mão para sair de uma situações difíceis.

Há pessoas que são conselheiros, amigos, carinhosos, prestativos, que vivem de fazer o bem e se preocupam com os demais, mas suas vidas, muitas vezes estão uma bagunça. Algumas dessas pessoas parecem que desistiram de si mesmas, ou preferem não olhar para aspectos da vida que não estão dando certo e não sabem como concertar.

Apesar disso, olhando para as mesmas situações das vidas das outras pessoas afirmam ter a solução.

Está na hora de ouvir os próprios conselhos e usá-los para curar as feridas abertas e os aprendizados ainda não feitos. Até mesmo para testar se os conselhos realmente são úteis ou não passam de conjecturas que na prática não se aplicam.

Colocar em prática a solução que se acredita ser a melhor e até a mais fácil de ser implementada, pode aperfeiçoar o processo e nos ajudar também a sermos mais tolerantes. No exercício prático uma solução que aparentemente parece simples de  ser aplicada, se mostra mais complicada do que parecia quando estava na cabeça e isso nos poderá dar a dimensão real das dificuldades das outras pessoas.

É muito importante também conseguir curar as próprias feridas. Existem feridas abertas que precisam de tempo para sanarem, é verdade, mas, dentro de um processo de espiritualização, haverá um momento que elas deverão ser curadas e nós devemos conseguir nos debruçar sobre elas, limpá-las e lhes dar toda a atenção para que o processo de cura seja completado.

Tudo isso faz parte de um esforço de vencer as ilusões sobre si mesmo e viver e agir de uma forma mais realista e verdadeira. O Rei de Copas é uma pessoa prestativa e bondosa, sem tirar o seu desejo de curar os demais e ajudá-los, é importante que ele se dê conta também das suas ilusões de poder (ajudar os outros e encontrar soluções para as vidas alheias) que não funcionam para a sua própria vida.

Como dizia Nelson Mandela: “Tudo sempre parece impossível, até que seja feito”.  Mesmo que as soluções para a nossa própria vida pareçam difíceis demais de serem realizadas, às vezes é melhor não olhar para o impossível… o melhor é fazer…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: