A Jornada da Alma

Estamos aqui numa jornada. Nessa trajetória vamos encontrando amigos, amores, vivendo experiências, algumas boas e outras nem tanto. Experiências dolorosas e outras muito, muito felizes e agradáveis.

A vida é intensa, ainda que possamos mergulhar nessa intensidade ou não. Uma vez assisti um filme onde se confrontavam duas formas de viver, uma onde uma pessoa preferia viver ao invés de pensar sobre a vida, e outra que vivia tudo de forma pensada e calculada. Confesso que esse desejo de experimentar me chamava, eu desejava.

Eu pensava muito, era difícil mergulhar na vida. Lembro que na época (tinha 21 anos) viver a pensar me pareceu a melhor das escolhas, o melhor dos mundos. Eu queria deixar de estar sempre pensando, avaliando meus medos. Queria deixar de ser guiado pela insegurança e o temor em relação ao futuro, queria me libertar… Eu achava que precisava me entregar. Me entregar as paixões, ao desejo, a vida, sem mais meio termo. Queria viver o quente ou o frio, a vida morna me aborrecia…

Hoje, olhando para trás, já não penso que é tão interessante assim a intensidade, nadar e mergulhar nas sensações e emoções. Compreendo que meu problema não era pensar demais, na verdade era deixar que minhas emoções ditassem minha jornada, inclusive minha forma de pensar. Mas havia realmente também a dificuldade da entrega. Eu delimitava até onde as outras pessoas podiam entrar na minha vida. Por isso, num primeiro momento, foi bom tirar as amarras e mergulhar. Viver o amor e a dor, me entregar e parar de querer controlar tudo…

Contudo, com o tempo, fui entendendo que quero viver a intensidade, mas no que ela tem do Aqui e Agora. Não quero a intensidade que sempre parece prestes a se afogar num balde d’água pensando ser um mar bravio. Quero também a compreensão – até para distinguir quando é um balde e quando é o mar ;)…

Caminhei e fui me entendendo a cada passo. Já não tenho mais 21 anos, agora estou com quase 52. Em fevereiro de 2021 completou 27 anos que encontrei um caminho para trilhar. Na @adorconsciencia aprendi sobre mim, sobre a vida. Descobri a Sabedoria Egípcia, a Kabalah, a importância do processo de Conscientização, da meditação, da devoção…

Encontrei a mestra @saatmaet que me guia nessa trajetória. Um dia contei para ela que não quis sair de João Pessoa, apesar desse desejo de viver ser como uma inquietação dentro de mim. Eu sentia que precisa esperar alguém, para mim esse alguém é ela 😉

Ela me ensinou a importância de dominar meus instintos, iluminar pensamentos e sentimentos. Esclareceu o que significa realmente ética, verdade e consciência… Muito diferente das aulas de ética na faculdade, cuja lembrança ficou apenas a chatice… com o perdão ao professor que talvez falasse para uma platéia surda à verdade. A ética vista pela ótica da Kabalah, da Sabedoria Egípcia e da vida iniciática ganham outro tom, se tornam a própria mística e o religar.

Acredito que melhorei muito ao longo desses anos, assim diz minha família, meus amigos e as pessoas com quem me relacionei, no trabalho e afetivamente – lembro de Jesus que diz que você não pode ser seu próprio testemunho. Mas eu também eu percebo a mudança ao olhar para trás e ver aquele garoto de 21 anos que queria viver com intensidade, mas estava irremediavelmente preso ao orgulho, ao medo, a uma tristeza difícil de ser explicada e uma vida que não parecia fazer sentido, apesar da busca pelo prazer constante… Me transformei, me conheci mais (esse processo não termina!) e construí uma relação com D’us – Ele, o espiritual, sempre foi uma busca, com suas brigas, rupturas e reconciliações. Aprendi a amar para além de mim mesmo. Algo que é sempre um desafio para um ariano 🙂

Continuo buscando ser melhor, entendo e aprendi que esse trabalho não tem fim…

Agradeço imensamente o dia em que encontrei este caminho espiritual e @saatmaet. Que D’us permita que eu possa retribuir ao menos o tanto que já recebi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: