Um mergulho no mundo da Lua

A Lua é dos amantes, dos poetas, dos músicos e pintores, é dos loucos, dos cheios de vida. Ela é a testemunha da vida... Agora chegamos ao mergulho mais profundo, aquele onde nos perdemos, deixamos de existir praticamente, pelo menos enquanto o Ego que começou esse processo espiritual e de consciência. Não seremos mais os mesmos.

O crescimento da Alma

Nossa alma é como um sol. No princípio esse sol é apenas  uma pequena centelha de luz. Nós passamos a maior parte do tempo nos identificando com o Ego, a personalidade presente.  Enquanto Egos, vivemos para suprir nossas necessidades e o que a sociedade e o entorno dizem que é o melhor para nós.

Os maiores apegos são emocionais

O apego talvez seja um dos maiores desafios no nosso caminho de transformação e acesso a uma consciência mais elevada. Os maiores apegos estão relacionados com emoções. E as emoções estão refletidas, muitas vezes, em formas de agir, hábitos e crenças.

Sou uma alma que tem um corpo

A imagem que ilustra esse post é do faraó Kefren, o faraó governou sob a égide de Horus. Por isso Horus aparece em forma de falcão como se lhe guiasse do mundo espiritual. Os egípcios entendiam que a Alma e o Eu Superior eram seres alados, e os representavam como sendo pássaros.

A Morte nos ensina a transcender

O arcano da Morte fala da necessidade de deixar morrer algumas experiências e aspectos da nossa personalidade. Nos ensina também que nada nos pertence, até mesmo o corpo teremos que devolver. Que todos os que se consideram superiores, sejam reis, juízes, presidentes, religiosos, seja qual cargo exercer, têm que passar pelo mesmo processo. Um processo igual para todos.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑