O que valeu a pena?

Às vezes lutamos guerras infrutíferas. Empreendemos batalhas que seriam melhor não termos participado. É importante entender isso. Faz parte do amadurecimento da consciência chegar a essa conclusão.

A ação reparadora a partir da culpa

Uma moça está conversando com uma rapaz sobre amenidades. Ela pergunta se ele namoraria com ela. Não, ele diz. Por quê?, ela quer saber. Porque eu acho você feia, o jovem diz. Ela fica calada, apenas os olhos transparecem o choque, o rosto não. Ela se retira.

O Julgamento: avaliando como foi a jornada

Chegamos ao arcano do Julgamento. As trombetas do arcano nos dizem que é hora de fazer um balanço de como foi o trajeto até aqui. Como foi o ano? Antes é preciso saber: Você elegeu metas interiores para construir? Metas como vencer o orgulho, ser menos ciumento, dar um nó naquela inveja que sente em relação ao seu irmão, segurar a raiva e usar menos a “capacidade” de cuspir verdades absolutas para outras pessoas? Você conseguiu segurar a tentação da fofoca, da gula, do sexo vazio?

A união entre a Alma e o EU

Em muitas histórias mitológicas, e também nos contos de fadas, a donzela, invariavelmente, se encontra prisioneira de um monstro terrível. Muitas vezes, esse monstro é um dragão - numa representação do ego e dos instintos selvagens de posse, agressividade, defesa e necessidades básicas de subsistência.

A andorinha anuncia a chegada da Alma

"Uma andorinha só não faz verão", o ditado nos informa que as andorinhas anunciam o verão e que não adianta a chegada de uma isolada, é preciso que muitas tragam consigo o sol. No meu caminho espiritual também já ouvi que uma andorinha só não apaga o fogo na floresta. Ainda que ela saiba que deve fazer sua parte levando a água sobre as asas, enquanto o elefante brinca distraído no rio...

Diante do Sol, todas as trevas se dissipam

A luz está por toda parte, mas nem sempre conseguimos ver. Não há nada tão fechado que não receba uma centelha, uma minúscula partícula que seja de Luz. Nada impede a luz, nenhuma parede, cofre, teto, corpo, nada. É verdade que às vezes é preciso tempo para que uma centelha de luz abra o espaço e vare a escuridão.

Não seja uma pessoa esponja

No processo de evolução espiritual vamos fazendo o caminho inverso ao feito pelo Criador na Gênese, que começou separando. Nós primeiro nos damos conta que estamos separados. Precisamos separar ainda mais e compreender e revelar a nós mesmos, até nos reunir novamente.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑