A liberdade do Louco

Chegamos ao arcano do Louco. Um personagem solto, livre que apenas caminha. O seu caminhar o leva às vezes ao abismo, mas ele não chora a queda, nem lamenta os ataques do cachorro, ou os animais que estão abaixo e podem lhe machucar. Ele vibra com a natureza, se sente um com o Todo.

Diante do Sol, todas as trevas se dissipam

A luz está por toda parte, mas nem sempre conseguimos ver. Não há nada tão fechado que não receba uma centelha, uma minúscula partícula que seja de Luz. Nada impede a luz, nenhuma parede, cofre, teto, corpo, nada. É verdade que às vezes é preciso tempo para que uma centelha de luz abra o espaço e vare a escuridão.

É preciso manter o movimento…

A imagem da bicicleta é bastante ilustrativa. Se pararmos de pedalar, vamos cair, para manter o equilíbrio é preciso continuar. O arcano da Temperança ensina sobre o fluxo contínuo. Ela tem dois jarros dos quais verte um líquido permanentemente. Passando de um para o outro. A imagem lembra um processo de esfriamento, quando uma água quente é colocada em movimento de um recipiente a outro com o intuito de torná-la morna.

Os maiores apegos são emocionais

O apego talvez seja um dos maiores desafios no nosso caminho de transformação e acesso a uma consciência mais elevada. Os maiores apegos estão relacionados com emoções. E as emoções estão refletidas, muitas vezes, em formas de agir, hábitos e crenças.

O que vem a ser a entrega?

A entrega é como uma bandeira branca na nossa necessidade de controlar, de querer saber e dominar o que está ao nosso redor. Na entrega procuramos dominar nós mesmos, nossas paranóias e obsessões. Dominar a nossa curiosidade, nossa necessidade de saber, de entender, de nos sentirmos confortáveis, compreendidos e compreendendo o mundo, os outros ou a nós mesmos.

É preciso mudar de ângulo para ver a ilusão

É preciso sair da posição de vítima. Há pessoas que vivem acreditando que o mundo lhes deve algo, e elas estão constantemente reclamando do mundo. É preciso deixar de acreditar que os outros são injustos e não reconhecem nossos esforços e empenho. Às vezes, estamos tão mergulhados no sofrimento de nos ter sido negado algo, que não conseguimos ver mais nada além.

Unanimidade, um dos frutos do amor

A unanimidade faz parte de um processo de expansão da consciência e reflete uma vibração elevada, ao contrário do que disse o dramaturgo Nelson Rodrigues quando afirmou que "toda unanimidade é burra!". A unanimidade é fruto da sabedoria. Contudo, as duas afirmações podem ser verdadeiras.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑