A prova da ambição e do caráter

Seguindo no entendimento em relação ao naipe de Ouro.

Pensando no elemento como ele é na natureza podemos ver como a terra é sustentáculo. É na terra onde estão construídas nossas casas, a terra nos dá o alimento, propicia que as árvores cresçam, as habitações sejam fincadas e erguidas, nos dando a segurança do abrigo contra os perigos exteriores, sejam de feras, bandidos, ou intempéries da natureza.

A Terra  possibilita que a forma seja expressa e dá a base para qualquer realização. Vamos entender realização como qualquer construção, seja conseguir um diploma, construir uma carreira, uma relação de casamento sólida, com companheirismo e amor, reunindo bens e uma estrutura que dê suporte à vida, ou realizações interiores, vencer medos, invejas, ciúmes, inseguranças… Essas também são realizações que devem ser computadas como coisas concretas.

O naipe irá falar de ambição material, de poder, de posse, da vaidade em ter, talvez essas sejam as palavras mais cheias de desejo ao se trabalhar com a força da Terra.

Para entender o elemento terra podemos pensar no próprio elemento ou em pessoas que têm esse elemento de forma preponderante. Essa não é uma regra infalível, mas ajuda a entender. Então, a Terra, ou as pessoas que têm muita terra no seu mapa natal, que são do signo de terra (Touro, Virgem e Capricórnio) se orgulham ao ver que conseguem erguer uma parede, construir uma casa, adquirir um carro, fazer uma viagem ou comer num bom restaurante. Ela se enobrece por poder dirigir seus pares na construção. Ela quer reunir os elementos e dar o acabamento. A terra quer ver a obra em pé e para isto vai discriminar, criticar, buscar com afinco a perfeição. Até aí tudo bem.

Pensando nas forças que nos sustentam, a Terra fala também do alimento e dos prazeres do corpo. Prazeres que geram a força da manutenção da vida e garante a procriação e a perpetuação da espécie.  Mas também pode levar a gula e a luxúria, quando o prazer pelo alimento e o sexo ficam completamente desgovernados.

Outros grandes perigos estão na ambição desmedida e o desejo de acumular sem freio. A sanha quase insaciável por mais e uma busca pela perfeição que pode chegar à intolerância, o sadismo e ao autoritarismo. A Terra pode ter a tentação de permanência eterna no poder, e desta forma vão se construindo ditadores.

Com sua ode a perfeição pode estar tão preocupada com o erro e se acreditar tão autossuficiente no processo que terá ojeriza a que lhe apontem que deixou de ver algo, que cometeu erros, que sua obra tem deficiências que não foram observadas. Daí virá sua rejeição a crítica, as vezes uma justificativa excessiva que lhe dificulta assumir suas faltas e erros. A Terra quer estar certa no seu método, quer ser capaz de dizer que sabe como fazer algo. A questão é entender que ninguém faz nada sozinho, todos temos nossas imperfeições e reconhecer isto ajuda a ter uma vida saudável e repleta de bem estar. Nos torna maleáveis e agregadores.

No caminho em direção a realeza da Terra estão as provas sobre o caráter e a ambição.
Na imagem que ilustra o post está o personagem de Aragorn, do filme “O Senhor dos Anéis“. Apesar de Aragorn ter aspectos dos quatro naipes o coloco aí como símbolo de um caráter e ambição bem colocadas na reconstrução do reino.

Então, como você lida com a crítica?

Você é uma pessoa extremamente ambiciosa, ou para você basta apenas uma casinha no campo feita de taipa e um emprego para pagar as contas no final do mês?

A ambição desmedida é um problema, mas a falta de ambição também.

Mas vale lembrar que todos os elementos podem fazer surgir formas ditatoriais, cada qual com um viés relacionado a sua própria qualidade.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: