Diante do Sol, todas as trevas se dissipam

A luz está por toda parte, mas nem sempre conseguimos ver. Não há nada tão fechado que não receba uma centelha, uma minúscula partícula que seja de Luz. Nada impede a luz, nenhuma parede, cofre, teto, corpo, nada. É verdade que às vezes é preciso tempo para que uma centelha de luz abra o espaço e vare a escuridão.

É assim devido ao Livre Arbítrio. É assim porque a Luz jamais se impõe. Para aqueles que não a desejam, ou a negam, ela se mantêm oculta, permitindo a escuridão. Mas quando chega, a Luz não deixa nada oculto, é como o sol do meio dia, onde a sombra se dissipa. Corpo, alma, espírito, matéria se fundem numa só realidade.

A luz é radiante, dissolve a raiva e coloca no lugar a alegria contagiante. Desfaz as impossibilidades, tudo fica possível, fácil, fluídico. Une os contrários, não há opostos, nada se opõe. Reúne os que se pensavam diferentes, eles passam a perceber o que têm em comum. Todos temos algo em comum e esse comum se sobressai sob o sol.

A luz do sol abre espaço para a paciência e a tolerância. Olhamos para o outro e entendemos seus processos, suas dificuldades. Isso faz com que ao invés de olhar com desprezo para esse outro, fiquemos prontos para facilitar e ajudar sua transformação ou integração.

Na luz do sol não há ignorância, intolerância, desamor. A sabedoria invade os corações abrindo espaços, tornando as relações e o entendimento flexível, criando soluções na vida profundamente criativas. Esse é o reflexo do amor… É como se o êxtase e a graça estivessem sempre presentes. É como se o Criador se aproximasse, e ao ouvirmos seus passos, um sentimento insustentável de bem aventurança se apossasse de nós. A emoção enchesse os olhos.

E nos pegamos pensando se estamos prontos, arrumados o suficiente, se está tudo no lugar… Um intenso contentamento invade a vida e os dias. O coração exulta, o corpo vibra. O Criador passa a fazer parte, a estar nos nossos movimentos e pensamentos. As perguntas se calam. O passado, o presente e o futuro se unem. O sol invadiu a alma, a varanda, os dias, a mente, o corpo, as emoções, tudo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: