Um ego apaixonado pela auto-imagem

Qual é a imagem que você tem de si mesmo? Uma pessoa boa ou imprestável? Inteligente, burro, mediano? Egoísta, altruísta? Malandro, capaz de sair de qualquer enrascada, ou está mais para desajeitado? É uma pessoa bonita fisicamente, ou acredita que está fora dos padrões de beleza vigentes?

Todos nós projetamos uma imagem de nós mesmos. Algumas pessoas são profundamente satisfeitas com as imagens que criaram ao longo da vida, outros são insatisfeitos e vivem querendo vestir um modelo diferente. Na maioria das vezes, construímos uma imagem para sermos aceitos na nossa família, no meio social e entre os amigos, ou mesmo uma imagem para chocar e ir contra uma norma ou padrão ao qual não conseguimos nos encaixar.

A questão é: quem nós somos de fato? A imagem que queremos passar é mais aproximada do ser interior que nós somos ou está distante? Vivemos a vida como se fôssemos personagens? Sendo um em casa, outro no trabalho, e outro entre amigos? Somos 100% autênticos? Ou quando ninguém está olhando somos muito diferentes?

Algumas pessoas são bem diferentes dependendo do ambiente em que estão. Até mudam de opinião dependendo de com quem estão conversando. Outras demonstram os sentimentos e opiniões de forma muito direta, são profundamente emotivas, carentes e dependentes. Ainda há as autossuficientes, incapazes de pedirem ajuda, acreditam que errar está fora de cogitação. Não significa que não erram, apenas não conseguem ver ou admitir que erraram.

Podemos falar muito sobre os vários tipos de personalidade… O arcano do Diabo nos coloca frente a uma questão: quem molda a personalidade? É o mundo exterior ou o interior? A personalidade deve atender as necessidades de um ego em ser aceito e usar atributos físicos, emocionais e intelectuais para conquistar benesses do mundo físico? Ou ir transformando a sua imagem para cada vez mais se libertar justamente de todas as necessidades? Por que necessitamos tanto nos definir numa profissão, numa religião, gênero, num partido, num time, num estilo, num biotipo, numa imagem…?

Afinal, qual é a nossa identidade interior?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: