Sou uma alma que tem um corpo

A imagem que ilustra esse post é do faraó Kefren, o faraó governou sob a égide de Horus. Por isso Horus aparece em forma de falcão como se lhe guiasse do mundo espiritual. Os egípcios entendiam que a Alma e o Eu Superior eram seres alados, e os representavam como sendo pássaros.

Todas as vezes que vejo essa escultura me emociono. É como imaginar a alma protegendo e guiando o corpo e a personalidade que se deixa ser guinada.

“Eu sou uma alma que tem um corpo, não um corpo que tem uma alma”, esta afirmação ouvi algumas vezes no meu caminho espiritual. Pode parecer apenas uma questão semântica, mas não é. Ao dizer que sou um corpo acabo por me identificar com o que vejo, com o que é perecível, com o ego. Pensar como sendo o corpo, limita a visão da vida e a enquadra apenas naquilo que é possível ver, provar e quantificar.

É verdade que devemos ter a consciência que somos nós enquanto egos que atuamos aqui, porque é essa consciência que irá possibilitar buscar ser melhor a cada dia. Este é uma parte do trabalho…

Por outro lado, quando me conscientizo que sou uma alma, me comprometo a diminuir o espaço do ego e de suas necessidades. Reafirmo que sou luz, sou o bem, o bom, o imaterial, o transcendental. Sou aquilo que permanece após a decomposição, mesmo depois de ter sumido da memória daqueles que me conheciam.

No meu caminho, essa afirmação veio depois de estabelecido um trabalho de lapidação do ego, junto com a busca de uma coerência, de uma consciência espiritual que me levou, cada vez mais, a mudar minha realidade exterior e interior. Sem esse compromisso e reconhecimento do ego, não vamos entender de fato o que vem a ser ser uma alma…

O arcano da Morte nos ensina que o que nos move e nos dá a vida é uma força que não teme a morte, nem os fins, nem quebras de crenças ou mesmo mortes necessárias de aspectos negativos e limitantes da personalidade. Essa força interior, a Alma, está disposta a recomeçar quando e quanto for preciso. Afinal, foi a Alma que vestiu uma túnica de pele para viver a experiência da individualidade e aprender sobre o amor na matéria. A Alma é a nossa consciência de ser aqui. É esse pássaro que nos vela e guia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: