As religiões existem para criar pontes, não abismos

As religiões existem para lembrar ao homem que há um caminho de volta. Há como retornar ao plano espiritual.

Através do ritual e da tradição de uma religião, podemos ir chegando a revelações místicas que só são concebidas ao se trilhar um caminho passo a passo. As inúmeras religiões no mundo existem porque as pessoas são diferentes. A diferença faz com que se queira chegar a Deus de formas diversas, e o Criador é profundamente misericordioso para nos oferecer vários caminhos.

Como antídoto contra a intolerância, o arcano do Papa explica que se a crença religiosa ajuda a quem a procura a ser melhor, se ela ensina a abrir a mente para que se possa frear o egoísmo de uma vida instintiva, deve ser saudada como mais uma luz no mundo.

As tradições religiosas e iluminadas que existem no mundo podem discordar da forma de como alcançar o espiritual. Uma dirá que é preciso exterminar o ego, outra dirá que não, basta diminui-lo. Uma dirá que não se admite imagens no processo devocional, outra incentivará as imagens, como uma forma de trazer para perto um conceito espiritual que para alguns é muito etéreo. E todas basearão essas premissas nos seus livros sagrados, inspirados pelo espiritual.

Devemos lembrar que são apenas trajetos diferentes, alguns podem parecer até opostos, mas levam ao mesmo propósito. O importante aí é escolher um trajeto que faça sentido para quem escolhe, e buscar trilhá-lo inteiramente, não em pedaços. Entendo que não adianta querer pegar o “melhor de cada religião”, descartando o que nós consideramos excessivo ou equivocado, isto nem sempre é possível. Simplesmente porque elas indicam formas de chegar ao espiritual e as formas podem falar de caminhos opostos. Seria como pegar pedaços bons de um todo que não se colam efetivamente, ainda que falem da mesma coisa… Essas formas diferentes têm o intuito de trazer a quem as percorre, revelações interiores. Revelações que só serão alcançadas se forem vividas como são propostas e no passo a passo daquela tradição.

O arcano do Papa nos alerta para o perigo de querer que a nossa verdade seja a única. Ele pede que lembremos que a função de qualquer sabedoria é religar o homem ao cosmo, criando uma ponte entre este mundo visível e o invisível.

Hoje, a religião pode ter virado um mercado, com interpretações obscuras da verdade. Mas, mesmo assim, se ela ainda ajuda aquele que sinceramente quer trilhar a escada de subida, deve ser considerada como uma luz no mundo. Contudo, isso não isenta quem usa da religião para conseguir manipular e enganar outras pessoas. A sabedoria permanece e aquele que tem coração sincero pode ouvir a sabedoria e buscar entendê-la, separando os  homens que a ensinam, que podem ainda estar muito contaminados com o egoísmo, da verdade do espiritual.

Então, que possamos ver mais pontes do que abismos no mundo e que a nossa fé seja como uma vela iluminando nosso dias…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: