A evolução do DNA humano

Quando nascemos recebemos uma estrutura física e psíquica vinda dos nossos pais. Nossa Alma também acrescenta sua experiência como parte dessa bagagem. Tudo isto irá compor nossa estrutura, será gravado no nosso DNA e será expresso no formato, na força e resistência dos ossos, do corpo e da nossa personalidade. Essa herança ajudará na formação do ego.

Essa estrutura serve de apoio para que possamos fazer nossa vida neste plano e cumprir o destino, que nada mais é, segundo a Kabalah, do que retornar ao Criador.

Contudo, muitas vezes, ficamos dando voltas sem cumprir o destino e a estrutura acaba funcionando como uma armadura e uma prisão.

Uma armadura – o termo é utilizado aqui como uma referência ao ego e seus sonhos da ilusão – que é utilizada para a defesa da personalidade. Defesa que entra em ação toda vez que essa personalidade se sente ameaçada, partindo para o ataque.

Em relação à prisão, o que acontece é que o ego muitas vezes não entende que podem existir formas diferentes de viver, pensar e sentir. Formas cheias de amor e alegria, e diferentes de condicionamentos negativos e destrutivos que ele volta e meia escolhe. Ou visões excessivamente edulcoradas, romantizadas, que também fazem parte de uma ilusão que não quer entender o egoísmo próprio e o alheio.

Devemos lembrar que a estrutura é apenas um ponto de partida. Há muito mais para descobrir e ser. Além do que já foi dito, a estrutura é também nossa profissão, relações, família, amigos. Está também nas nossas posses, casa, carro, objetos, que de alguma forma vamos montando ao nosso redor para que nos definam.

O Imperador afirma que é importante saber sobre as estruturas, e saber construí-las. Mas ensina que dentro de um processo de evolução espiritual precisamos conseguir alterar as estruturas no mais profundas.É preciso ter em mente que algumas das estruturas precisam ser deixadas para trás, para que possamos construir novas realidades. Isso é feito ao integrar o ensinamento da vida e passar a mudar hábitos, condicionamentos e padrões. Mexendo na raiz, na causa, nos condicionamentos profundos do passado. Esses padrões devem ser alterados no nível do DNA. Só mudando nesse nível poderemos deixar como herança para uma geração futura nosso aprendizado, configurando a evolução de uma raça.

Essa reconstrução nos ajuda a encontrar novos apoios e dar impulsos a outras etapas da vida.  Esse momento se assemelha a passagem por uma porta (que funciona aí como a estrutura) que marca o atravessar de uma etapa para outra.

Às vezes temos medo do desconhecido do outro lado da porta. Entretanto, só dando o passo podemos abrir a porta, e após a compreensão de um aprendizado e a sua integração, abraçar essa nova etapa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: